Gold and Silver

Sempre goastei de criar e transformar coisas e de dar vida a coisas antigas… 

Na semana passada estava na fábrica do meu pai e desafiei-o a fazer um dente em madeira, pensei que não fosse capaz, mas a verdade é que superou as minhas expectativas e conseguiu fazer o dente!  

Aqui está ele todo fantástico! ^^

No entanto queria usá-lo como peça de decoração, e o branco não sobressai muito nas paredes do meu quarto… Por isso, após muita pesquisa e muito tempo a pensar decidi pintá-lo de prateado. 

Fui comprar as tintas em spray (acabei por trazer prateado e dourado) e mal cheguei a casa começei logo a pensar em outras formas de usar as tintas. 

   

O projecto que gostei mais foram os ténis. Tinha-os há cerca de 3 anos e não os usava há imenso tempo porque eram apenas mais um par de ténis pretos. Por isso decidi dar-lhes um bocadinho de cor 🙂

 

Tirei-lhes os cordões, que eram simples e brancos e tapei as solas com fita adesiva (usei washi tape).

 

E depois foi só pintar! Super rápido! Apliquei uma camada de tinta prateada em todo o tecido preto. Depois removi a fita adesiva e em algumas partes aleatórias pintei com dourado, deixando escorrer em algumas partes para a sola para dar um aspecto envelhecido. 

   

 

Este foi o resultado final… Foi um projecto divertido e estou completamente viciada em pintar tudo de dourado e prateado! 

 

O meu telemóvel está a morrer! 

O meu telemóvel está a morrer. Tenho um iPhone 4s que está seriamente a caminho do caixão e está deixar-me maluquinha! Tenho estado dependente de telemóveis durante toda a minha vida e pensar que a qualquer momento posso ficar desprevenida, deixa-me muito ansiosa e insegura.

A minha mãe deu-me o meu primeiro telemóvel quando tinha 8 anos e tenho tido vários desde então (provavelmente um por cada dois anos. Sim, eu sei, são muitos). Por isso, agora que o meu telemóvel se desliga a qualquer hora do dia, independentemente da percentagem de bateria, fico em estado de stress todas as manhãs quando o tiro do carregador e tenho de sair de casa sem saber quando se vai desligar! Provavelmente estou a exagerar, mas a possibilidade de acontecer qualquer coisa e eu ficar impossibilitada de contactar alguém assusta-me imenso! Eu já nem uso o telemóvel para me entreter! Não jogo, não tiro fotos, não vou ao facebook, nem ligo os dados! Mas o que me chateia mais é o facto do telemóvel ter sido extremamente caro, que não é velho, mas pelos vistos já está desactualizado! Não posso actualizar um telemóvel com este preço todos os anos! Especialmente agora. Simplesmente não é realista. Por isso estou há procura de uma alternativa.

Estou há procura de algo que não seja tão caro como um iPhone e que não seja tão complicado com parecem os telemóveis que usam android. Estou há procura de algo diferente. Mas há tão poucas alternativas para o iOS e android que sinto que o que andi há procura nem sequer existe!

E o telemóvel tem de ser bonito… As especificações são importantes, mas honestamente, só quero algo que seja colorido, que possa fazer chamadas e que tire fotos razoáveis.

Comentem se tiverem sugestões ^^

A Cinderela é brasileira!?

Acho que a minha cor favorita é azul por causa do vestido da Cinderela. Vi a versão animada da Disney demasiadas vezes. Tantas que nem consigo estimar. Tinha medo de algumas partes e assustava-me sempre que a Madrasta aparecia, mas tudo valia a pena por aqueles momentos de magia. A minha mãe fazia pipocas na panela e punha a cassete quando chegava da escola com a minha irmã. Era a melhor parte do dia; chegar a casa e ver um filme de princesas e sonhar e acreditar que era uma…

Ontem vi a mais recente versão, também ela da Disney, mas sem ser animada…  A história manteve-se fiel a si própria e transportou-meCinderella-1156 para outra dimensão como quando era criança. Não achei que fosse um filme fantástico por si só, mas não me desiludiu e tendo em conta tudo o que representa, foi muito bem conseguido.

Tive pena de não ver o Bruno, o cãozinho da Cinderela no filme, adorava vê-lo a dormir no tapete junto à lareira! Mas percebo que não seja uma personagem essencial, até porque se perdeu toda uma dimensão de “goofiness” neste filme… Muitas das personagens com uma ar mais pateta, como o Rei, tomaram uma posição mais séria e não foi dada tanta atenção aos animais, o que faz todo o sentido numa versão não animada.

pictureeightNo geral, gostei de assistir ao filme. Todas as personagens forma muito bem executadas, incluindo as duas meias-irmãs que conseguiram manter um papel realista, apesar de serem caricaturas. A fada-madrinha foi brilhante, mesmo sem a sua canção do bibbidi-bobbidi-boo. E, por alguma, razão senti falta de ouvir a Cinderela falar em Português do Brasil… Foi estranho, mas a versão que tinha era uma dobragem brasileira (suponho que não se faziam dobragens aqui em Portugal, na altura)  e acho que o meu subconsciente achava que a Cinderela era brasileira! Ahahah!

É uma história sem surpresas, com o óbvio final de “felizes para sempre” mas quase senti o cheiro a pipocas a estalar na panela da minha mãe, e juro que senti nostalgia e magia…

Reflexão

Sou estudante de Medicina Dentária e estou neste semestre, pela primeira vez a atender pacientes infantis. Hoje recebi a minha primeira paciente; uma menina com 5 anos como outra criança qualquer. Quando me mostrou os dentinhos fiquei assustada, triste e desanimada… Quase todos os dentes de leite tinham cáries tão, mas tão grandes que nem se via branco! Só negro…
Depois fui pesquisar pela clínica os casos que os meus colegas estavam a tratar e muitas das crianças estavam na mesma situação…

Já atendi alguns pacientes adultos e idosos. Não tenho muita experiência, mas já vi bocas muito mal tratadas. Em crianças pequeninas é diferente porque se percebe que não depende delas. Depende dos pais ou educadores que não estão atentos ou, eles próprios, não tem conhecimentos maiores. É triste porque sei que são crianças que passam dificuldades e apesar de não pagarem a consulta por fazerem parte de associações, há pais que não percebem a gravidade da situação e são relutantes ao marcar a próxima consulta.
Tentar educar estas crianças para a sua higiene é muito difícil quando os próprios pais não estão motivados e não compreendem. No entanto tento e vou continuar a tentar porque pode ser que quando esta criança crescer e tiver as suas crianças, as eduque e quebre o ciclo. Só assim teremos uma sociedade mais próxima do ideal.

Poemas vs Eu

Sinto-me cansada. Cansada de não conseguir fazer com que as pessoas entendam o que quero dizer e cansada de me enroscar em palavras enigmáticas que ninguém compreende.
Há dias em que não sei se o problema está em mim ou no mundo. Talvez se escrever mais, se praticar o desenrolar das palavras do meu cérebro, talvez assim consiga exprimir-me como quero.
Por isso é que gosto de poemas. Não precisam de tantas palavras para se mostrarem como são.

A noite cai
O vento pára
E a luz apaga
Mas o sonho começa.

Rituais do batom vermelho e dos saltos de cristal

Às vezes adormeço a pensar no dia seguinte e às vezes adormeço a pensar no quanto era tudo mais divertido quando não tinha de pensar em nada. Mas normalmente adormeço a pensar na quantidade de coisas que podiam ter acontecido hoje e que não aconteceram porque passei demasiado tempo a pensar. Hoje não é excepção. Mas amanhã vai ser diferente. Vou perder menos tempo com detalhes, vou dormir mais dez minutos de manhã e não vou pintar os lábios de vermelho, nem calçar os saltos de cristal.